Resenha de A Escolha

image

Olá pessoal! Antes de começar esta resenha, preciso contar algo pra vocês que comecei a mencionar na resenha de A Elite….Li A Escolha antes de A Elite…sorry. ..não consegui descrever o sentimento que tive quando percebi que tinha invertido a ordem dos livros é que o nome A Elite me sugeriu que ela (America Singer) tinha conseguido chegar a final e poderia estar mais perto de se tornar a princesa de Ilhéia.
Bom explicações dadas vamos as minhas impressões sobre o livro.
Minha primeira palavra para continuação da historia e decepçãoooo, a segunda embroooomação, digo isto porque esperava mais da Kiera Kiss e o que senti foi um cansaço ao ler A Escolha.
A historia recomeça com quatro finalistas na disputa pelo coração do príncipe Maxon, que alias esta muito mais solto e bem menos almofadinha,rsrsr, e parece que guarda um segredo de família, que sei lá o que é, pois não aparece em nenhum dos três livros.
Na Escolha percebi que a autora deu mais enfase a família real e suas rotinas, mas quero ressaltar aqui pontos positivos e negativos desta rápida leitura e este já é um ponto positivo, nisto não há o que negar a escrita desta autora e bem leve. Outro ponto positivo vai para o príncipe que como mencionei acima, esta mais humano, se arriscando mais e isto sem deixar o seu ar sedutor de lado.
A partir de agora só posso falar dos pontos negativos e que não  são poucos. A começar pela senhorita America Singer,infantilidade define esta garota neste livro, quanta insegurança, meu Deus!!!
Outra coisa que me irritou foi a falta de encerramento de alguns capítulos de uma forma coesa. As vezes estava lendo a historia e não entedia a maneira brusca que a autora finalizava um determinado assunto.
Também não gostei do destino que tiveram, o Aspen e a Celeste e tão  pouco sobre o final do livro, pronto falei.
Posto isto, aguardo ainda que decepcionada a sequência da série A Herdeira.
Então isto é tudo pessoal!!!
Boa leitura

Resenha de A Escolha

Resenha de A Elite

image

Ano novo, vida nova e eu achei que iria emplacar muitas leituras nestes primeiros dois meses de 2015.. então, eu achei.
Comecei a leitura de A Elite, segundo livro da trilogia da escritora Kiera Cass em meados de dezembro do ano passado e só ontem sexta-feira, vinte e sete de fevereiro consegui terminar. Mas tenho motivos que serão de fácil entendimento, galera.
Motivo numero um: estou lendo vários livros de assuntos diversos ao mesmo tempo;
Motivo numero dois: voltei a trabalhar em Janeiro e prefiro nem comentar sobre quantas horas fico fora de casa;
Motivo numero três: estou tentando organizar meu tempo para não ter que ler só no final de semana…e tem outros motivos e outras desculpas também, mas já estou devendo esta resenha ha muito tempo então sem enrolação vamos as minhas impressões sobre A Elite.
Este é o livro mais agitado da serie. ..e como sei disso. Parece brincadeira, mas eu li A Escolha antes de A Elite, achando que ele era o segundo….outra vez, não vou me alongar neste episodio lamentável.
A Elite é o mais agitado, uma vez que acontecem muitos ataques dos rebeldes, correrias e revoltas, brigas entre elas e outras coisas que deram novos rumos a historia. Das seis meninas que ficaram, America, Celeste, Kriss, Marlee, Elise e Natalie, no início da a entender que como o jogo ainda esta em aberto e o tempo todo, elas tem que provar suas habilidades em organizar festas e bailes para os convidados da realeza.
A America esta cada vez mais indecisa entre o príncipe  e Aspen.
Maxon por sua vez não sabe se mantem a moça na seleção, por amizade ou para ajuda-la e por conseguinte ajudar sua família.
Já Aspen, meu preferido, ainda ama America como nos tempos de outrora.
America que começou a seleção como uma das preferidas aparece em ultimo lugar entre as preferidas do povo de Ilheia, para se casar com o príncipe. E o que é pior, também não parece atrair a simpatia do Rei.
Mas ela se destaca entre as outras por se tornar uma confidente de Maxon o que a permite ter acesso a alguns registros e diários que a fazem começar a entender um pouco mais sobre o regime de castas e sobre os antepassados da linhagem da família real.Só surpresas.
Poderia prosseguir e emendar aqui a resenha de A Escolha, mas vou deixar para os próximos dias.
Mais eu digo, os livros da Kiera são fáceis e rápidos para ler e embora tenha tido todos estes problemas em me organizar é claro, que recomendo.
Boa leitura!

Resenha de A Elite

Resenha do livro A Garota que você deixou para trás

image

Este é um daqueles livros que nos fazem suspirar. …
Escrito por Jojo Moyes foi publicado pela editora intrínseca. E trata-se de um romance, muito bem elaborado em que duas historias se fundem por meio de um objeto.
A primeira parte do livro se passa na Franca, la pelos anos de 1916 e 1917, durante a ocupação daquele país, pelos alemães na primeira guerra.  Sophie Lefevre e Liv Halston são as personagens centrais da trama.
A primeira garota sofre junto com sua família, as dores e horrores que uma guerra podem provocar. Longe do seu amor Edouard que fora mandado para o fronte, Sophie se vê servindo e cozinhando para os alemães no hotel onde vive. Edouard é o que podemos chamar hoje de artista iniciante e anos antes de ir para o combate ele pintara um quadro de Sophie, uma obra belíssima e que começar a chamar a atencão de Herr kommandant, chefe dos soldados da Alemanha e que faz suas refeições no restaurante daquela família.
Nestas idas e vindas no hotel, começa a surgir uma afeição mutua entre Sophie e o Kommandant, algo que desperta a fúria de sua família e de seus amigos. Mas ela ainda estaria disposta a cometer um ultimo ato desespero para ter Edouard de volta aos seus braços.
Na outra parte da historia e cem anos depois, encontramos Liv, também jovem e bela, e que tenta se refazer de um feliz casamento que se dissolvera com a morte de seu marido. Ela vive sozinha numa casa de vidro que lhe fora deixada por ele. Ela se encontra endividada e sofre por ter que se desfazer da casa onde viveu os melhores dias de sua vida. Numa de suas noites de solidão resolve ir a um bar gay e conhece Paul, um ex-policial divorciado e pai de Jake , e que trabalha numa especie de central de recuperação de obras de artes. Nesta noite ela também se reencontra com Mo, sua ex- colega de escola e que Liv convida para passar uma noite em sua casa e é claro que Mo fica por dias, o que faz com que Liv esqueca um pouco dos problemas.
O romance com Paul, engata e vai muito bem, até o día em que ele acorda na casa de vidro e se depara com um quadro pendurado na parede do quarto de Liv e que por coincidência é o mesmo que seu departamento quer resgatar e devolver aos herdeiros dos Lefèvre.
A história começa a esquentar e as relações de Liv com Paul e Mo, tomam rumos inesperados em função de todo desgaste ocasionado pelo processo movido contra ela, onde Paul esta do lado dos herdeiros oficiais.

Foi um livro muito gostoso de ler, mas confesso que gostei da primeira parte.
De uma narrativa cativante e envolvente e que mantém o mistério até o ultimo momento.
Recomendo e boa leitura! !!

Resenha do livro A Garota que você deixou para trás

Sobre cartas e cartões

wpid-cam00284.jpg wpid-cam00127.jpg

Oi pessoal!!

Hoje vou falar de algo que tem me feito muito feliz nos últimos dias, escrever cartas.

Aparentemente uma coisa simples mas que esta caindo em desuso, uma vez que estamos na era da informação.

Comecei a escrever cartas por intermédio do grupo Amor à carta no instragram.  Recebi uma lista no meu e-mail pessoal com o nome e endereço dos participantes bem como informei o meu.

Não pensei em muitas coisas, só queria escrever para alguém.  Já havia escrito cartões de aniversário e de natal para pessoas próximas e nunca para desconhecidos. Mas não hesitei.  Escrevi para umas quinze pessoas, e aguardei.

Pouco depois começaram a voltar as cartinhas respostas, cada uma mais fofa que outra e eu cada vez mais animada. Gostei tanto disto que resolvi fazer um grupo no meu perfil do face com a mesma finalidade e também tá bem bacana com uma galera animada.

Tenho conhecido várias histórias de pessoas igualmente entusiasmada como eu com estes projetos, é algo que tenho feito como muito carinho, tanto quanto escrevo ou quando respondo.

Deixo o link do meu grupo no face, e para quem quiser se corresponder comigo é só clicar aqui e fazer a solicitação.

https://www.facebook.com/groups/745576588870013/

E você gosta de escrever cartas?

Me conta aí nos comentários.

* to terminando de ler A GAROTA QUE VOCÊ DEIXOU PARA TRÁS, na semana que vem volto com a resenha dele.

Abraços!!!

wpid-img_20141202_154730.jpg wpid-img_20141130_182259.jpg

Sobre cartas e cartões

Resenha do livro Garota Exemplar

wpid-cam00100.jpg

Garota Exemplar é um suspense psicológico, escrito pela jornalista norte-americana Gillian Flyin , publicado pela editora Intrínseca e traduzido por Alexandre Martins.

Faz uns seis meses que estava de olho neste livro, mas como estava muito caro, esperei a baixar o preço.E ainda bem que fiz isso, rsrsrsrs. Este livro me cansou,nem de longe imaginava este tipo de história. Fiquei mais de duas semanas só empurrando a leitura. Lia duas páginas, parava, recomeçava, tentava ler outro livro, voltava e a leitura não engrenava.Mas decidi que iria terminá-lo.

Ultimamente não estou me obrigando a ler um título até o final, só porque comprei, ganhei ou coisa assim,se não gostei paro a leitura e vou para o próximo. Aliás tô agindo assim em outras áreas da minha vida e acredite, estou mas leve.

Mas vou dar vou dar aqui minhas impressões sobre ele, já que, conclui a leitura ONTEM..UFÁ…

Amy Dunne esta completando o quinto aniversário de casamento com Nick , mas não há o que comemorar, pois a bela Amy, desaparece misteriosamente e a culpa cai sobre os ombros de seu marido.Até então tudo bem, um marido que sumiu com esposa não é algo raro de se ver.

Polícia entra em cena e começa a desvendar o caso. Provas aqui, dali e as coisas começam a embolar. Nick é disparado sujeito numero um do suposto sequestro e assassinato de Amy a exemplar.

Uma coisa tenho que admitir, esta é uma trama bem elaborada, apesar de seus autos e baixos quanto ao índice de empolgação. É bem mesclado e mostra a história contada nas versões de Amy e Nick.Então o que você acha que é verdade numa página, na outra ela não parece mais ser tão verdadeira.

Amy era rica,bonita e tinha sido inspiração de seus pais que escrevera um livro e quiseram ter como filha aquela personagem. Amy se tornara jornalista. Nick também era jornalista, mas não era rico e nem se achava belo e muito menos era famoso com sua esposa.Ele vinha de uma família conturbada e contava apenas com sua irmã gêmea Go. Ambos perdem seus empregos e passam os dias se suportando dentro de casa.

Posso dizer que pra mim, o livro ficou interessante quando chegou ao meio.wpid-img_20141123_105029.jpg

Ele começou a se tornar surpreendente.Talvez Nick, não fosse culpado.Talvez houvesse uma terceira pessoa na história. Mas era tudo talvez…..Havia uma mente doentia neste caso e que acabou se revelando. Amy não é uma garota legal, como ela mesma diz. Amy é disciplinada, não deixa um projeto para trás.

Nas páginas finais tive vontade de rasgar o livro, porque sempre esperamos a vitória do bem. Um gesto de ousadia de rebelião,mas fiquei decepcionada..Mas é a realidade,as vezes pensamos que conhecemos quem esta do nosso lado. As vezes perdemos nossa identidade, valores, vamos sendo esmagados pelas circunstancias.

Terminei meio down esta leitura e este post, mas tirei aprendizados…

Se for ler…

Vá firme, rsrsrsr…

Resenha do livro Garota Exemplar

Resenha de Felicidade Roubada

wpid-img_20141119_100420.jpg

Olá…

Hoje vou falar de um livro que li recentemente e que tem como escritor, o médico Augusto Cury, que é denominado como o escritor que as mulheres amam.

Em primeiro lugar, gostaria de dizer que já li vários livros do Dr. Augusto e que poderia fazer resenha de vários títulos dele, pois simplesmente, amo a forma como ele conduz seus romances. Mas vou ficar com este, por hora.

Publicado pela editora Saraiva, trata-se de um romance psicológico, que conta uma belíssima história de um neurocirurgião brilhante, que no auge de sua carreira, se vê acometido emocionalmente e tem que aprender a controlar seus fantasmas interiores.

Minhas impressões forem as melhores possíveis, li este livro, enquanto fazia viajava para Belo Horizonte, que fica cerca de 130 km, da cidade onde moro.Fui arrebatada durantes quase duas horas e meia de viagem, para o mundo do todo poderoso Dr. Alan de Alcântara. Um profissional bem sucedido, que não admitia fraquezas e que tinha dificuldade de lidar com pessoas lentas. Pai da doce Lucíla e casado com Claudia, mas que não tinha tempo para estar com elas.

Mas durante uma cirurgia, sofre um ataque de panico que o obriga a pedir ajuda e sair um pouco de cena, o que faz com que todo seu orgulho, caia por terra. A partir daí ele é obrigado a buscar forças em si mesmo, para dar a volta por cima e ter devolvida sua autonomia e felicidade.

Eu particularmente, gosto muito desse tipo de leitura, pois todos nós podemos aprender com as experiências vividas por outras pessoas. Retomar o caminho, levantar de onde se parou, ninguém estar livre de viver um inesperado que pode estar sabotando nossa felicidade.

Recomendo e boa leitura !!

Resenha de Felicidade Roubada